Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 11 de março

11.3.2011
CLIPPING
11 Março 2011
 
MÍDIAS DE SANTA CATARINA
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assunto: Chuva em SC
 
Susto no Vale e Joinville
As chuvas voltaram a causar transtornos em Joinville e no Vale do Itajaí na noite de ontem. Na maior cidade de SC, várias ruas ficaram alagadas na região central. Houve ocorrência nos bairros Anita Garibaldi, Itaum, Petrópolis, Vila Nova, Floresta, Santo Antônio, América, Costa e Silva e Boehmerwald.
Em vários pontos, o trânsito ficou complicado e os carros tiveram de voltar pela contramão. Na Avenida Beira-Rio, o Rio Cachoeira chegou a transbordar em alguns pontos, obrigando pedestres a tiraram os calçados e enfrentarem o alagamento.
Na Rua Marquês de Olinda, o rio transbordou. Dois carros que iam sentido bairro-Centro tentaram atravessar, mas pararam no meio caminho e tiveram de ser empurrados de volta. O local ficou interditado nos dois sentidos por uma hora.
Municípios do Vale do Itajaí também foram surpreendidos por uma forte chuva no final da tarde de ontem. Em Bombinhas, no acesso à Praia da Tainha, alguns carros ficaram atolados. Em Blumenau, algumas ruas do distrito da Vila Itoupava ficaram alagadas. Houve queda de árvores e pequenos deslizamentos. Em Ilhota, houve pontos de alagamentos.
 
Sexta-feira terá só pancadas de chuva
A previsão é de pancadas de chuva em Santa Catarina hoje, mas não há alerta para enchentes. Já o fim de semana deve ser de céu aberto e temperaturas mais altas, em torno dos 30°C. Haverá ocorrência de nebulosidade e chuva somente pela manhã e à noite no litoral.
O meteorologista Leandro Puchalski, da Central RBS de Meteorologia, afirma que o tempo no sábado e domingo estará aberto com possibilidade de pancadas de chuva isoladas. O motivo é uma frente fria que estará no Rio Grande do Sul.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assunto: Chuva no RS
 
Oito mortes numa cidade
A chuva desabou como tragédia sobre o sul do Rio Grande do Sul ontem. Inundou, ilhou, destruiu, desabrigou, matou e feriu em São Lourenço do Sul.
 
Rios e córregos cresceram para cima da cidade, engolfando casas e provocando a morte de pelo menos oito pessoas. Centenas tiveram de abandonar seus lares às pressas.
Os relatos são de que ainda há muitos desaparecidos. O vice-governador Beto Grill, ex-prefeito da vizinha Cristal e enviado pelo governo do Estado ao local, está convencido de que mais corpos serão encontrados hoje, com o reinício das buscas.
– A água chegou como um tsunami. Sobrevoei de helicóptero as margens do rio e não vi casebres de madeira que estavam ali antes. Muitas casas desapareceram – relatou.
No começo da madrugada de sexta, já estava claro que uma grande tragédia se desenhava. A prefeitura colocou um carro de som a percorrer as ruas para acordar a população e avisar sobre o perigo. Logo, com o transbordamento do Rio São Lourenço, metade da área da cidade estava sob um mar de três metros.
A tempestade começou na tarde de quarta-feira. Em 24 horas, choveu uma vez e meia o que era esperado para todo o mês de março. Na cidade de Turuçu, 200 moradores ficaram desabrigados. No km 469 da BR-116, uma das cabeceiras da ponte sobre o Arroio do Pinto foi levada pela água.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Informe Político
Assunto: Cargo na minirreforma
 
 
A informação veio no início da noite de ontem, depois de uma reunião, na Casa dAgronômica, onde o governador Raimundo Colombo, ao lado do futuro secretário Geraldo Althoff, confirmou o major PM Márcio Luiz Alves (à direita), atual diretor estadual da Defesa Civil, como novo secretário adjunto da pasta que será criada pela minirreforma. O cargo já foi do coronel Bombeiro Militar Carlos Olímpio Menestrina, que declinou da indicação por problemas particulares. Os bombeiros tentaram indicar outro nome, mas o governador não aceitou e preferiu a decisão técnica favorável ao major Márcio, que, desde o governo de Luiz Henrique, desenvolve atividades de coordenação na área. Eduardo Pinho Moreira e Antônio Ceron também participaram da reunião.
 
Difícil
Os bombeiros militares fizeram uma intensa campanha por Menestrina, que tem o prefeito João Paulo Kleinübing, presidente estadual do DEM em exercício, como padrinho. A disputa também confrontava a Polícia Militar.
Márcio, filiado ao PMDB, por quem concorreu a deputado estadual na última eleição, cedeu o espaço e aceitou ser diretor de Prevenção na futura secretaria. Agora, é conduzido à condição de segundo na hierarquia da Secretaria da Defesa Civil.
____________________________________________________________________________
Veículo: Portal AN
Editoria: Geral
Assunto: Combate à farra do boi
 
 
Operação conjunta deve combater a farra do boi em Santa Catarina
Órgãos ligados à segurança pública no Estado vão atuar na prevenção e repressão da prática
Uma operação conjunta para combater a farra do boi no Estado foi anunciada nesta quinta-feira. As ações serão voltadas para a prevenção e repressão da prática na região que vai do município de Itajaí a Palhoça, na Grande Florianópolis.
Devem trabalhar juntas na operação a Polícia Militar de Santa Catarina (PM), Companhia Integrada do Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Ministério Público, Polícia Civil e secretarias de Desenvolvimento Regional, além de conselhos comunitários e ONGs.
De acordo com informações da PM, já foram realizadas duas reuniões com órgãos públicos ligados à Segurança Pública para elaborar as ações a serem desenvolvidas para coibir a farra do boi.
Neste ano, cada órgão que integra a operação será responsável por uma parte das ações. O Batalhão de Proteção Ambiental da PM vai atuar na prevenção, desenvolvendo palestras educativas, com distribuição de folhetos, jingles nas rádios e filmetes nas TVs.
Já na ação repressiva, o setor de inteligência da PM deve identificar os criadouros irregulares de animais, e a Cidasc, fiscalizar os rebanhos. Segundo informações da PM, a farra do boi é realizada não só no período da quaresma, mas também em outras épocas do ano.
____________________________________________________________________________
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Crimes e ocorrências
 
 
Catarinense preso com 829 quilos
Um caminhoneiro dirigindo um veículo com placas de Jaraguá do Sul está preso na Penitenciária de Cuiabá (MT), suspeito de traficar 829 quilos de cocaína. A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que vistoriou o caminhão-baú na BR-364. A cocaína estava escondida num fundo falso da carroceria. O motorista Orivaldo Schroeder, 52 anos, também seria dono do veículo. Ele disse na abordagem que transportava peças de caminhão, mas não teria nota fiscal da mercadoria.
 
Briga entre mulheres termina na delegacia
Uma mulher de 32 anos agrediu uma senhora de 54 anos com deficiência visual dentro de um ônibus que ia do Centro para o Sul da Ilha, em Florianópolis. As mulheres teriam discutido pela falta de espaço no veículo. As duas teriam entrado em discussão próximo ao Trevo da Seta. Em seguida, iniciaram agressões físicas. O motorista parou próximo a um carro da polícia, que separou a briga e levou as duas para a DP.
 
Preso o suposto mandante de assassinato
A polícia conseguiu prender o homem suspeito de ser o mandante do assassinato de Alexandre Fernandes, o Chorão, 20 anos, em janeiro deste ano, numa cachoeira do Bairro Monte Verde, em Florianópolis. Fabrício da Rosa, 25 anos, teve mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça da Capital pelo assassinato – Chorão foi morto a tiros perto do filho, um bebê de 10 meses, por causa de dívidas do tráfico de drogas. O autor dos tiros, Rafael Carvalho da Silva, 20 anos, está preso desde janeiro. Fabrício foi capturado em Imbituba, Sul do Estado, no feriadão de Carnaval. A polícia informou que ele tinha alugado uma casa na Praia da Vila e dirigia um Citroën C4 Pallas com placas de Florianópolis quando foi preso. Investigadores da Delegacia de Homicídios e policiais da 5ª DP afirmam que Fabrício seria um dos líderes do tráfico de drogas no Morro do Horácio, na Agronômica.
 
Pedras de crack no carro de sargento
Um sargento do Exército foi preso, por volta das 22h de quarta-feira, em Florianópolis.
Ele estava com 33 pedras de crack, dois cigarros de maconha, dois relógios de grifes famosas, dois aparelhos de DVD, cartões de crédito, dinheiro e talão de cheques.
Robson Roberto Schons, 22 anos, foi detido no Bairro Jardim Atlântico por agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar. Durante um patrulhamento tático, o sargento foi visto dirigindo seu carro em alta velocidade e com os faróis apagados, segundo o Bope. Schons teria tentado fugir, mas foi perseguido pelos policiais. As drogas e os objetos foram encontrados dentro do carro dele.
Os superiores do sargento não quiseram comentar o caso. Schons foi está detido no quartel do 63º Batalhão da Infantaria, no Bairro Estreito.
 
Pai é detido suspeito de estuprar seus cinco filhos
Meninos e meninas, entre dois e 13 anos, contaram da violência à mãe, que as teria ignorado
Já está no presídio regional de Tubarão, no Sul do Estado, um homem de 36 anos que, segundo a polícia, abusava sexualmente dos cinco filhos com idades entre dois e 13 anos.
O crime teria acontecido na cidade de Sangão, onde a família que veio do Paraná mora há seis anos. De acordo com o investigador Alex Etevaldo de Souza, o caso chegou à Polícia Civil no mês passado por meio de uma denúncia anônima. O Conselho Tutelar foi acionado e conseguiu confirmar com as próprias vítimas que houve o abuso sexual.
– A partir daí pedimos a prisão preventiva do suspeito. A mãe também deve ser indiciada, pois sabia que os filhos eram abusados pelo pai e nada fez – ressaltou o responsável pela delegacia.
As crianças de ambos os sexos eram abusadas individualmente e relataram com detalhes o que o pai fazia com elas. Segundo o inquérito, uma das vítimas contou que ouviu choro muito alto do menino de dois anos depois que ele foi levado ao quarto pelo homem.
Um menina, com medo da reação violenta do pai, também disse que preferiu ficar em silêncio durante o estupro e não pediu para parar o abuso. Todos confirmaram que contaram os episódios à mãe, que teria ignorado as histórias.
O homem teria ameaçado as crianças com um revólver caso elas denunciassem os abusos. A Polícia Civil fez buscas na residência da família, mas não localizou nenhuma arma.
O suspeito trabalhava em uma fábrica de tijolos. Ele foi preso em um bar. O que chamou a atenção dos investigadores é que o pai das crianças abusadas sexualmente é irmão de outros quatro homens que já foram presos por vários crimes, entre eles, homicídio.
 
Casal teria violentado menina
Um casal do Sul do Estado também acabou preso ontem, por crime sexual. O mandado de prisão preventiva contra o homem de 22 anos e a mulher de 32 anos foi cumprido na casa deles. Ele é padrasto, e ela, mãe de uma menina de oito anos.
A suspeita é de crime de estupro de vulnerável (menor de 14 anos), que teria ocorrido em fevereiro. Os dois foram levados ao presídio regional de Araranguá.
De acordo com a denúncia, em pelo menos duas vezes, o homem violentou sexualmente a menina. A mãe da criança estaria sabendo do que ocorreu. Além de não tentar evitar o estupro, ela teria escondido o que aconteceu, para proteger o parceiro.
 
BLOGS
 
Moacir Pereira
 
Complexo Penitenciário de Itajaí será ativado dia 14
O governador Raimundo Colombo, o secretário de Segurança Pública, César Grubba, e o secretário-executivo da Justiça e Cidadania, João Botelho, estarão segunda-feira (14)emItajaí para acompanhar a ativação do Complexo Penitenciário Regional. Entram em funcionamento no dia duas estruturas do complexo, o presídio e a unidade do regime semi-aberto. Nesta semana, estão sendo resolvidas questões administrativas, como o cadastramento dos detentos. Também acompanhará a ativação da unidade, a futura secretária-executiva da Justiça e Cidadania, Ada Faraco de Luca. A transferência de presos começa na segunda-feira e será realizada gradualmente. “A prioridade é receber os apenados que agora estão em celas nas delegacias e também os detentos de unidades da região que estejam superlotadas”, explica Botelho. O Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí terá capacidade, inicialmente, para atender 496 apenados. São 376 vagas no regime fechado e 120 no semi-aberto, às quais serão acrescentadas 366 vagas da penitenciária, estrutura que também faz parte do complexo e vai entrar em funcionamento posteriormente.
 
 
Ministério Público Estadual contesta Procurador da República em SC
ProcuradoriaGeral de Justça de Santa Catarina emitiu nota de esclarecimento sobre a decisão do Procurador da República em Tubarão, Celso Antônio Três, de representar no Procurador Geral da República, sob a alegação de que os Promotores de Justiça de Tubarão e Criciúma se omitiram no caso de torturas no Presídio de Tubarão. A informação publicada neste blog teve por base nota da Procuradoria da República em Santa Catarina.   É a seguinte a íntegra da nota do Ministério Público Estadual:
“Considerando a nota “Tortura em Tubarão pode gerar ação federal” divulgada no blog do colunista Moacir Pereira, o Ministério Público de Santa Catarina esclarece:
1 – São infundadas as informações do Procurador da República Celso Três de que as Promotorias de Justiça de Criciúma e Tubarão nada fizeram contra o autor dos espancamentos e as autoridade coniventes;
2 – Imediatamente após a exibição das imagens gravadas, o Ministério Público do Estado de Santa Catarina, de pronto, instaurou procedimento próprio, no qual requisitou à autoridade policial a instauração do necessário Inquérito para apuração da responsabilidade penal dos envolvidos. No mesmo expediente se requisitou à Secretaria de Segurança Pública a instauração de procedimento administrativo disciplinar para apuração da responsabilidade administrativa decorrente dos mesmos fatos.
3 – Ao todo foram denunciadas seis pessoas: o autor das agressões por crime de tortura e mais cinco agentes públicos – o agente penitenciário autor das gravações, outros dois agentes penitenciários presentes no local e, além disso, o então diretor do presídio regional e um policial militar, por omissão, conforme artigo 1º, § 2º, da Lei n. 9455/97. A ação penal 075.10.008159-7 foi distribuída no dia 16 de agosto de 2010.
4 – Os agentes prisionais e o policial militar que participaram do crime de tortura só foram devidamente identificados depois que a gravação original foi apreendida no computador pessoal do autor da gravação, a pedido do delegado de polícia com manifestação favorável do MPSC e deferimento pelo Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal. As imagens inicialmente veiculadas na mídia haviam sido alteradas pelo agente prisional para ocultar outros participantes da atividade criminosa.
5 – No curso de um processo penal rotineiro, cuja competência para processo e julgamento é, inquestionavelmente, da Justiça Estadual, o órgão do Ministério Público Federal surge defendendo, pública e incansavelmente, a não punição, a priori, de um dos acusados.
6 – Para construir um argumento jurídico que legitime sua atuação em processo penal de competência da Justiça Estadual, invoca, de maneira um tanto quanto questionável, o disposto no artigo 109, § 5º, da Constituição da República, para sustentar a ocorrência de grave violação dos Direitos Humanos do réu, que responde ao processo em liberdade, representado por advogado e com todas as garantias de defesa asseguradas, e não se preocupando com os direitos das vítimas torturadas.”
 
 
Cláudio Prisco
 
Merecido
O major Márcio Luiz Alves foi confirmado ontem pelo governador para diretor geral de Geraldo Althoff. Escolha mais do que justa. Há anos é quem vem liderando os trabalhos de socorro aos catarinenses castigados pelas manifestações climáticas.
 
Quadro caótico
A Associação Empresarial de São Bento do Sul reúne-se hoje à tarde para debater a instalação de uma unidade prisional avançada no município. É que o sistema da região, incluindo as cidades de Rio Negrinho e Campo Alegre, entrou em colapso.
O presídio de Mafra encontra-se superlotado, não podendo mais receber os detentos dos outros municípios, abarrotando as delegacias de polícia. Essa situação levou o deputado Sílvio Dreveck (PP) a procurar o secretário César Grubba (Segurança Pública), em busca de uma solução.
Grubba explicou que essa área está em fase de transição, passando a ser de responsabilidade da Secretaria de Justiça e Cidadania, tão logo a minirreforma seja aprovada pela Assembleia.
 
 
Paulo Alceu
 
Convicto
Durante reunião com o coronel Nazareno o secretário da Educação Marco Tebaldi evidenciou a importância de renovar o convênio do Proerd destacando que são 174 mil alunos atendidos com ótimos resultados. Um trabalho realmente digno de prevenção ás drogas e que merece apoio. “Testemunhei como as crianças do Proerd admiram os PMs. Este programa educa, socializa e civiliza”, declarou o secretário.
 
Aconteceu na ALESC
 
Minirreforma começa a ser debatida oficialmente na próxima terça-feira  
Na condição de presidente da Comissão de Constituição e Justiça, o deputado Romildo Titon (PMDB) declarou na tarde de hoje (10) que na próxima terça-feira (15), durante a terceira reunião da CCJ, será escolhido o relator do Projeto de Lei Complementar nº 8/11, de origem do Executivo, conhecido como minirreforma. De acordo com o parlamentar, a partir deste momento começará a ser debatida oficialmente a matéria.
A minireforma chegou ao Poder Legislativo no dia 1º de março, e tem como propósito adequar a estrutura administrativa do Estado. Segundo Titon, qualquer parlamentar poderá apresentar emendas ou sugerir audiência pública para aprofundar o debate, caso haja necessidade. Porém, será preciso respeitar o prazo de 45 dias para votação, pois a proposta está em regime de urgência.
Com relação aos demais trabalhos da comissão, o parlamentar ressaltou que estão sendo conduzidos normalmente. “Entre as atividades, estamos com um número expressivo de projetos que foram solicitados para o desarquivamento. Aos poucos estamos atendendo a todos”, informou.
 
Deputado Marcos Vieira pede atenção para Santo Amaro da Imperatriz    
Para sanar os prejuízos que as fortes enchentes causaram em Santo Amaro da Imperatriz no mês passado, o deputado Marcos Vieira (PSDB) marcou um encontro com as lideranças do município e a presidência da Casan, na Capital.
Na reunião, hoje pela manhã (quinta-feira), o prefeito tucano Edésio Justen, vereadores e o secretário de Administração, Gerry Beirão, reivindicaram à Casan a renovação de contratos e a atuação emergencial em alguns pontos que ficaram danificados com a chuva. “Estamos em situação de emergência e temos que resolver isso de qualquer maneira”, solicitou o prefeito.
Conhecedor dos problemas do município, o deputado Marcos Vieira sugeriu algumas alternativas para que a cidade possa ser beneficiada, já que é a água de Santo Amaro que abastece a Grande Florianópolis. “A comunidade está fazendo a parte dela, agora a Casan tem que fazer a dela, que são melhorias em algumas localidades”, reafirmou Vieira.
Além da ampliação da cobertura de esgoto, a comitiva também cobrou pavimentação e ajuda em horas/máquina para a recuperação de comunidades que foram atingidas. “Tivemos pontes destruídas e o Rio Cubatão avançou pela Estrada Velha e levou muita coisa? completou o secretário Gerry.
Dalírio Beber, presidente da estatal, reuniu a diretoria técnica e confirmou a preocupação com a cidade. “Vamos agir. Sei dos problemas e temos condições de resolver essas questões. Além do esgoto, as questões pontuais como asfalto, ajuda na recuperação e estrutura da Casan no município serão revistas”, afirmou Beber.
 
Fatma se compromete a avaliar licenças
Na sequência do encontro com a Casan, o grupo partiu para a Fatma, também a pedido do deputado Marcos Vieira, que fez a intermediação dos pedidos.
“Algumas obras têm que ser feitas de forma urgente e as licenças precisam ser liberadas rapidamente”, informou o deputado.
Murilo Flores, presidente da Fatma, assegurou que vai enviar técnicos aos locais mais atingidos para que se faça uma avaliação e, com isso, as licenças liberadas. “Mas precisa ser de acordo com a legislação ambiental, mas não vejo problemas em termos uma ação imediata no local”, disse.
Para o secretário de Administração, Gerry Beirão, o desassoreamento do Rio Cubatão é uma das principais ações emergenciais. “Pois, caso contrário, a Estrada Velha ficará muito mais prejudicada”, confirmou.
Segundo o prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, Edésio Justen, a população entende que são necessárias licenças para se fazer a contenção, mas as ações não podem ser emperradas pela burocracia. “Numa cidade que tem 68% de área de preservação, temos que agir amparados pela lei, mas não podemos deixar a população na mão”, finalizou.
 
 
Balanço do dia           
As mortes decorrentes de acidentes de trânsito ocorridos no período do carnaval nas rodovias estaduais dominaram os pronunciamentos dos parlamentares na sessão plenária da manhã de quinta-feira (10). Os deputados mostraram-se particularmente preocupados com a situação da sinalização das rodovias estaduais e comprometeram-se a buscar melhorias através da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano. Também repercutiram as consultas públicas realizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a fumicultura, que deve ser tema de uma audiência pública na Assembleia Legislativa na próxima segunda-feira (14).
Lembrando o recente acidente entre um caminhão carregado de madeira e um ônibus de turismo ocorrido sábado (05), no município de Descanso, que vitimou 26 pessoas, o deputado Maurício Eskudlark (PSDB) cobrou do governo estadual a realização de melhorias nas rodovias que cortam o Oeste do estado. “Desde 2007 já contamos três acidentes graves envolvendo ônibus de viagem. Precisamos de providências urgentes com vistas a uma sinalização mais eficiente, que advirta dos perigos dessas vias sinuosas”, cobrou.
Solidarizando-se às vítimas do acidente, oriundos do município de Santo Cristo (RS), o deputado Gilmar Knaesel (PSDB) acrescentou que, apesar das deficiências encontradas nas vias estaduais, a imprudência é principal fator que faz com que Santa Catarina apresente os acidentes de trânsito com maior número de vítimas fatais no país. “Devemos fazer o nosso papel que nos cabe, de alertar e cobrar providências das estruturas públicas para amenizar o problema”, disse.
Afirmando lutar há oito anos pela qualificação das autoescolas, o deputado Manoel Mota (PMDB) afirmou tratar-se de um absurdo o aumento de 144% no número de mortes registrado nas estradas catarinenses no período do carnaval. Mota disse ainda que o assunto precisa entrar em pauta do governo estadual. “Se não tivermos cuidado em formar condutores preparados, não serão eles somente que morrerão nas rodovias, mas muitos inocentes também”.
A deputada Luciane Carminatti (PT) afirmou que o grande desafio será inserir nos currículos escolares disciplinas que tratem de educação e prevenção no trânsito, preparando desde cedo os futuros condutores de veículos. “Cada vez teremos mais veículos, mas eles sempre serão guiados por pessoas, o que nos remete para o tema da educação para o trânsito”.
Ainda sobre a questão do trânsito, o deputado Valmir Comin (PP) levantou a questão da construção da ponte estaiada sobre o Canal de Laranjeiras, em Laguna. Com a licitação aprovada, a obra deve custar aos cofres públicos R$ 547,2 milhões e tem previsão de conclusão de até três anos. “Essa é uma obra de grande necessidade para a região e esperamos que realmente seja concluída nesse prazo. É um desafio que tem que ser enfrentado com vontade política”, afirmou. O pronunciamento recebeu o apoio dos deputados Ada Faraco de Luca (PMDB) e Altair Guidi (PPS), que exortaram os representantes da região Sul do estado a fiscalização de perto a execução da obra para que os prazos sejam respeitados.
Para o deputado Edison Andrino (PMDB), a Assembleia Legislativa deve assumir com mais vigor a tarefa de buscar as soluções mais técnicas para os problemas nas vias públicas estaduais. “Temos que trabalhar, via Comissão de Transportes, ou com a criação de uma frente parlamentar, a busca por melhorias, envolvendo também o governo federal e autoridades estaduais”, frisou.
 
 
Carnaval
O deputado Sargento Amauri Soares (PDT) resgatou, na tribuna, a trajetória da escola de samba União da Ilha da Magia, campeã do carnaval de Florianópolis, com enredo que homenageia Cuba. Para Amauri Soares, a temática escolhida, apesar de controversa, colocou a cidade em destaque na mídia internacional. “Este é um tema de significado universal, que trouxe grande repercussão. Se algumas pessoas não aprovaram, é preciso dizer também que muitas gostaram”, explicou.
Refletindo a experiência de oito anos como secretário de turismo, Gilmar Knaesel afirmou que também foi positiva para a cidade e para o estado o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro. O parlamentar referia-se à escolha de Florianópolis como enredo pela escola Grande Rio, desfile que foi conferir pessoalmente. “Foi um momento maravilhoso e marcante para a visibilidade do nosso estado. Cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo acompanham o carnaval carioca, e isso, em termos de divulgação é impagável”.
 
 
 
MÍDIAS DO BRASIL
 
 
Veículo: Portal Último Segundo
Editoria: Brasil
Assunto: Número de homicídios no Rio no carnaval cai quase 50%
 
Número de homicídios no Rio no carnaval deste ano cai quase 50%
Segundo a Polícia Civil, foram 40 durante os festejos de 2011 contra 72 no ano passado
Balanço divulgado nesta quinta-feira (10) pela Polícia Civil do Rio de Janeiro revela que o carnaval deste ano registrou menos homicídios, roubos a transeuntes e em residências do que em 2010.
Segundo as estatísticas, ocorreram 40 assassinatos no período das 18h da última sexta-feira (4) até as 8h da última quarta (9). No carnaval passado, foram registrados 72 crimes. A redução foi de cerca de 45%.
Os roubos de veículos, que chegaram a 212 em 2010, somaram 172 no carnaval deste ano. Já os furtos também caíram. Foram 258 no ano passado e 184 em 2011.
De acordo com a Polícia Civil, no carnaval 2011, as delegacias registraram 372 roubos a transeunte contra 660 em 2010. Já os furtos a pedestres passaram de 1.247 no ano passado para 842 este ano.
Os furtos em residência também apresentaram queda. Foram 88 no último carnaval. No ano passado, foram registrados 203 casos. Caíram ainda os furtos a estabelecimentos comerciais (17 este ano contra 52 em 2010).
O número de feridos em acidentes de trânsito registrado em delegacias foi outro item que diminuiu. Neste ano, foram 662 casos contra 1.040 em 2010.
Polícia Militar
A Polícia Militar informou que, durante o carnaval, prendeu 175 pessoas, apreendeu 50 armas, 4.292 papelotes de cocaína e 2.039 trouxinhas de maconha.
____________________________________________________________________________
Veículo: Portal Último Segundo
Editoria: Brasil
Assunto: Arrastões em restaurantes em SP
 
\’Arrastões\’ em restaurantes fazem polícia pedir reforço da PM
Armados, homens levam medo à zona oeste de São Paulo. Donos de restaurantes querem investir em segurança
Frequentadores de bares e restaurantes de São Paulo já não desfrutam do jantar com a mesma tranquilidade. Pelo menos seis estabelecimentos das regiões da Vila Madalena e Pinheiros, na zona oeste da capital, foram alvos de “arrastões” nas últimas semanas, no período da noite.
O bar japonês Tanuki, localizado na Vila Madalena, foi assaltado na noite da quarta-feira de cinzas. Segundo o proprietário, que preferiu não ter o nome divulgado, cinco homens bem-vestidos – aparentando ter cerca de 28 anos – invadiram o local por volta das 22h45, próximo ao horário de fechamento. Pelo menos 30 pessoas ainda estavam no bar.
“Eles mandavam deitar no chão e diziam que não iriam fazer nada, só pegar o dinheiro. Não ficaram reparando, tudo que estava em cima da mesa pegaram, celular, bolsa…”, conta. Do caixa, os assaltantes também levaram cerca de R$ 300 e, em cinco minutos, já haviam ido embora, estima o dono.
Na tentativa de evitar que a cena se repita, ele já pensa em novos investimentos em segurança. “Hoje, um rapaz veio aqui ver onde podemos colocar alarme, câmera”, diz. “Tudo vai para o cardápio”, afirma, anunciando que o gasto será repassado aos clientes.
Na última terça-feira, o Pita Kekab, em Pinheiros, também foi roubado. Uma das vítimas, que prefere não ter o nome divulgado, conta que, quando percebeu, “os garçons já estavam no chão”. Quem estava sentado precisou colocar as mãos na mesa para mostrar que não escondia nada. “Já entraram rendendo. Eram uns quatro caras e o mais velho não tinha 30 anos”, diz. “Foi muito rápido, cinco minutos. Eram profissionais”, considera. Ela teve a bolsa com chaves, documentos e cartões bancários roubada.
Prejuízo também teve o dono do Rothko, na Vila Madalena, assaltado em 23 de fevereiro. “Ele entrou armado na cozinha, rendeu a equipe de seis pessoas, mandou deitar no chão, ameaçou, perguntou por cofre, falei que não tinha”, conta o proprietário, que evita ter dinheiro no caixa. “Também levaram garrafas de vinho, uisque, mas me pareceu mesmo que o foco era o dinheiro dos clientes”, diz.
Outros restaurantes também assaltados foram o La Trattoria – último dia 24 –, Sakkana Sushi e Kioku Japanese Food, nos dias 12 e 13 de fevereiro, respectivamente.
O delegado do 14ºDP, Ricardo Arantes Cestari, não fala em “onda” deste tipo de crime, mas admite que no início de 2010 não se lembra de terem ocorrido tantos casos como neste ano. Ele já pediu ajuda da Polícia Militar. “Eu já passei os dados para a PM ficar de olho. É importante que façam algo, ronda, por volta das 23h30 olhem os restaurantes para ver o que está acontecendo”, afirma.
Ao contrário da sensação tida pelas vítimas, de que os assaltantes eram “ágeis e profissionais”, o delegado não acredita em quadrilhas especializadas neste tipo de roubo. “As pessoas entram em restaurante e acabam pegando celular, dinheiro.. Não é tão lucrativo, além de ser arriscado já que não se sabe se alguém vai estar armado lá dentro ou alguém no banheiro que pode chamar a polícia.”
Apesar da semelhança entre os episódios, o delegado afirma que ainda é cedo para falar em ligação entre os crimes. Até o momento, nenhum suspeito foi detido e ele pede ajuda das vítimas. “É preciso que venham fazer BO (Boletim de Ocorrência) e reconhecimento de fotos. Precisamos da colaboração para coibir esse crime”, diz.