Área do associado

Área do associado

Clipping do dia 11 de fevereiro

11.2.2011
CLIPPING
11 Fev 2011
 
MÍDIAS DE SANTA CATARINA
 
Veículo: Portal A Notícia
Editoria: Geral
Assunto: Florianópolis pode deixar de ser Capital
 
Florianópolis pode deixar de ser a capital de Santa Catarina?
 
Já considerou a hipótese de Florianópolis não ser mais a capital de Santa Catarina? Esta é justamente a proposta de um grupo que pretende iniciar a discussão sobre a transferência da capital para o centro do Estado. Com a mudança, a estrutura administrativa catarinense ficaria na região de Lages, na Serra.
A Comissão Pró-transferência da Capital surgiu a partir das discussões de um grupo que, há cerca de dois anos, se reúne para debater o assunto. Segundo os integrantes, o fato de o centro-político catarinense estar localizado em Florianópolis é um dos principais motivos do fenômeno da litoralização, já que a maior parte dos investimentos se concentraria próximo à Capital.
— Por exemplo, foi anunciada a construção de mais um hospital de alta complexidade em Florianópolis, o que acabará incentivando ainda mais a ambulancioterapia — cita o presidente da comissão, Edenir Silva.
Silva considera “inconcebível” um cidadão ter de percorrer até 700 quilômetros para chegar à Capital, seja para resolver questões burocráticas ou para receber atendimento de Saúde. Por isso, segundo ele, o grupo defende a transferência para o eixo compreendido entre as cidades de Lages, Correia Pinto, Ponte Alta e Curitibanos, o que permitiria a todos os catarinenses ficar a mesma distância da capital catarinense. Além disso, a avaliação do movimento é que Florianópolis está próxima da inviabilidade urbana. Silva explica que a cidade não tem mais para onde crescer e que cada vez serão necessários mais recursos para garantir a mobilidade.
— Temos um estudo que mostra que, nos próximos anos, terão de ser investidos cerca de R$ 15 bilhões para viabilizar Florianópolis como capital. Já se fala em quarta ponte, túnel aquático, quinta ponte. É um saco sem fundo. Por que não direcionar estes recursos, aos poucos, para o Centro e começar a descentralizar o desenvolvimento. A transferência não precisa ser feita toda de uma vez, mas de forma paulatina — defende o presidente da comissão.
 
Debates com a população
O grupo diz ter consciência de que a transferência da capital é um projeto caro e de longo prazo, mas entende que a discussão precisa ser iniciada. Por isso, o objetivo da comissão é começar a debater o assunto com a população para, na próxima eleição (2014), eleger uma bancada centralista. Aos deputados comprometidos com a causa caberia fazer os encaminhamentos legais para a realização de um plebiscito que consultaria os catarinenses sobre a proposta de mudança.
A ideia é desenvolver uma estratégia para evitar os erros cometidos no início da década de 1990, quando o assunto foi discutido pela primeira vez em Santa Catarina. Segundo o deputado federal Onofre Agostini (DEM), a Constituição estadual de 1989 tinha um artigo que previa a realização de um plebiscito para consultar a população sobre a mudança da capital.
— Na época, como deputado estadual, fiz uma lei para regulamentar este artigo, mas o então deputado Sérgio Grando apresentou uma lei contra a proposta. A votação terminou empatada em 16 a 16 e o presidente, na época o deputado Pedro Bittencourt Neto, votou contra, arquivando o projeto — lembra Agostini.
Vinte anos depois, o deputado diz que continua favorável à transferência da Capital.
— Florianópolis é uma bela cidade, mas, infelizmente, usada de forma irresponsável. Sou plenamente favorável à mudança.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Visor
Assuntos: Interdição de esgoto em Palhoça
                   Israel Bittencourt, foragido da penitenciária
 
ESGOTO
Fiscais da prefeitura de Palhoça, com apoio da Polícia Militar, interditaram, ontem à tarde, oito bocas de lobo de um esgoto clandestino no centrinho da Praia da Pinheira, município de Palhoça. Os dejetos desembocavam a céu aberto diretamente na praia, sem nenhum tipo de controle sanitário. O cheiro no local estava insuportável!
 
FICHA CORRIDA
A cada dia surgem novas suspeitas de envolvimento de Israel Bittencourt, foragido da penitenciária de Florianópolis, nos recentes crimes de maior repercussão em Santa Catarina. Além da suposta participação do assassinato de um policial militar em Tijucas, ele também teria planejado o roubo de um fuzil do Exército. A fama do bandido, conhecido como Reco, só aumenta no mundo do crime.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assunto: Chuva na Capital
 
Duas casas interditadas
Deslizamento de terra obrigou 12 pessoas a deixarem residências na Caieira do Saco dos Limões
 
A forte chuva que caiu na noite de quarta-feira causou um deslizamento na comunidade Caieira do Saco dos Limões. A terra atingiu duas casas localizadas na Servidão Severino Romão Bento. Pelo menos 12 pessoas deixaram o local e tiveram que se abrigar na casa de amigos e parentes.
Foram registrados problemas também em outras cidades de Grande Florianópolis. Em Santo Amaro da Imperatriz, onde haviam sido feitas as recuperações de pontilhões na Vargem Grande, algumas pontes foram danificadas pelas chuvas. A Defesa Civil do município ainda não informou a dimensão dos estragos.
Em Palhoça, houve registros de alagamentos em ruas dos bairros Caminho Novo, Barra do Aririú e Pagani. Na região do Shopping ViaCatarina, a água chegou a um metro acima do nível da rua e invadiu casas, deixando famílias desalojadas no município.
No começo da manhã de ontem, a situação já estava se normalizando. Segundo o comandante Nelson Paiva, da Defesa Civil de Palhoça, a maré baixa facilitou o escoamento da água. Mas as defesas civis de Florianópolis, São José e Palhoça continuam em estado de atenção.
– O solo está muito instável, temos mais de 30 dias de chuva persistente, de grande volume – explica o diretor da Defesa Civil de Santa Catarina, Major Márcio Luiz Alves.
A prefeitura de Palhoça anunciou, ontem, que vai liberar R$ 2 milhões para a prevenção e combate aos efeitos das intensas chuvas de verão. A partir de segunda-feira, homens e duas dragas iniciam os trabalhos de dragagem do Rio Passa Vinte e da vala do Rio Eucalipto. Essas obras, orçadas em R$ 600 mil, devem ser executadas em 45 dias.
 
Alerta continua para quem passa pela BR-101
Membros da Câmara de Vereadores da cidade, porém, estão insatisfeitos com o ritmo das obras de prevenção. Com orçamento de R$ 300 milhões para 2011, aprovado pela Câmara de Vereadores, membros do Legislativo prometem acionar o Ministério Público para que providências sejam tomadas pelo Executivo.
Na BR-101 Sul, o acostamento está interditado no Morro dos Cavalos, para que os veículos não cheguem muito perto do morro. Na BR-416, entre Corupá e Schroeder, houve um deslizamento que danificou a pista. A Serra do Rio do Rastro também corre risco de deslizamentos.
A Defesa Civil alerta que as rodovias catarinenses têm muitos cortes em encostas e, por isso, é importante observar se há deslocamentos de pedras e areia nessas partes.
 
Verão fora do normal no Estado
A chuva que tem castigado várias regiões de Santa Catarina, provocando deslizamentos de casas e queda de barreiras, não é típica da estação. A avaliação é da meteorologista Gilsânia Cruz, do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram). No mês de janeiro, por exemplo, o tempo foi mais chuvoso do que o normal.
– Choveu o dobro do esperado no Litoral Sul e Norte e no Vale do Itajaí – afirmou a meteorologista.
Os turistas que passaram férias em janeiro, em Florianópolis, sofreram com o mau tempo. Choveu cerca de 100 mm a mais do que o normal, o equivalente a 100 litros a mais de água por metro quadrado. Segundo a especialista, o excesso de chuva é explicado pela atuação constante dos sistemas de baixa pressão (frentes frias constantes) associados ao mau tempo.
Muitas vezes, estas frentes são alimentadas pela umidade que vem da Amazônia. A chuva não tem previsão de parar nos próximos dois meses, de acordo com Cleo Kuhn, da Central de Meteorologia da RBS.
– A princípio, março será um mês de chuva, mas ainda não se sabe quanto – observou Kuhn.
 
Instabilidade marcará fim de semana
O sol volta a brilhar hoje em boa parte do Estado. Mas no início e fim do dia, nuvens e chuva isolada são esperadas no Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral catarinense. Pancadas de chuva com descargas elétricas devem ocorrer entre a tarde e a noite, em todo o Estado. A possibilidade de temporal não está descartada. Previsão de altas temperaturas no Oeste e Meio-Oeste. Na Grande Florianópolis, a temperatura fica entre 24°C a 30°C.
Amanhã, o dia começa com nuvens e chuva em boa parte do Estado, especialmente no Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral. O sol deve aparecer ao longo do dia em quase toda Santa Catarina.
No final da tarde e à noite, possibilidade de chuva no Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral. Rajadas de vento à tarde estão previstas. O domingo deverá ser nublado com chuva isolada no Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral.
Nas demais regiões, manhã com mais nuvens e chuva no Meio-Oeste e Planalto Sul, com o tempo melhorando no decorrer do dia. A temperatura deve subir. As previsões são do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram).
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assunto: Presídio de Itajaí
 
Presídio de Itajaí vai reduzir o déficit de vagas no Estado em apenas 7,5%
Faltam aproximadamente 5 mil lugares no sistema carcerário catarinense
Nesta semana o governador Raimundo Colombo (DEM) prometeu que dentro de 30 dias o novo presídio de Itajaí estará funcionando. Mas isso pouco alivia o déficit em unidades prisionais de Santa Catarina, que no fim do ano passado era de mais ou menos 5 mil vagas.
Com a inauguração do presídio, que fica no Complexo Penitenciário de Itajaí, no bairro Canhanduba, serão criadas 376 novas vagas. O valor representa 7,5% da necessidade em todo o Estado.
O presídio já havia sido inaugurado em dezembro do ano passado, mas tinha problemas de esgoto e não havia agentes prisionais para trabalhar no local. Por isso, até agora não recebeu detentos.
A previsão é de concluir todo o complexo em dois meses. Com isso, serão criadas 800 vagas. Até o fim do ano passado 14 mil pessoas estavam presas no Estado, mas o número de vagas é de 9,1 mil
__________________________________________________________________________________
 
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Diário do Leitor
Assuntos: Penitenciárias
 
Penitenciárias
Concordo com a carta publicada em 9/02, de Herick Mesquita. O lugar de PM aposentado não é no sistema penitenciário, tirando vaga de agentes concursados. Mas a culpa não é deles, é do governo que não oferece um salário digno para que possam deixar de trabalhar após uma vida dedicada à segurança pública.
Eduardo Valle
Por e-mail
 
Presídio
Ao ler o DC de ontem, constatei resistência do município de Palhoça com relação à instalação de uma unidade prisional. Alegaram que cada região tem que cuidar de seus presos. Então o município de São Pedro de Alcântara não precisaria ter nem uma unidade prisional, mas acolhe detentos de todas as regiões do Estado.
Álvaro Schlup
Por e-mail
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Crimes e ocorrências
 
Guarda municipal é morto a tiros em Tubarão, no Sul de Santa Catarina
Um agente da Guarda de Municipal de Tubarão, no Sul de Santa Catarina, foi assassinado a tiros por volta das 16h desta quinta-feira, no Centro da cidade.
Marcelo Goulart Silva, 33 anos, morreu enquanto tentava capturar um grupo de assaltantes que havia roubado uma relojoaria.
Segundo a dona do estabelecimento, os rapazes chegaram armados. Eles quebraram o balcão de vidro e levaram todas as jóias e relógios que estavam em exposição. Ao tentar fugir por uma calçada da Avenida Marechal Deodoro, ao lado do Rio Tubarão, os homens se depararam com o guarda municipal. Marcelo tentou agarrar um dos fugitivos para colocá-lo contra uma parede de vidro, mas levou vários tiros de outro assaltante. Os disparos atingiram a cabela do guarda.
Houve pânico e corre-corre na área e a Polícia Militar foi acionada. Durante mais de uma hora uma multidão se aglomerou em frente ao local do homicídio para observar o trabalho de peritos da Polícia Civil e remoção do corpo do guarda , que foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão.
 
PM prestou serviço da ronda domiciliar em 452 residências em Blumenau
Projeto foi desenvolvido durante quase dois meses
Apenas uma das 452 residências inscritas no serviço de ronda domiciliar da Polícia Militar foi arrombada durante o período do projeto que foi de 13 de dezembro à 6 de fevereiro. A casa que fica na Rua Pedro Krause, Bairro Itoupava Norte, foi a única arrombada das cadastradas.
Os policiais tinham a missão de vigiar nos horários vagos os imóveis em que os proprietários foram viajar durante as férias e deixaram as casas inabitadas. As ocorrências tinham prioridade diante do trabalho da ronda, mas quando a situação se normalizava, a PM voltava às visitas domiciliares.
– O resultado é considerado satisfatório. Com o número alto de atendimento que tivemos no período, não conseguimos passar tantas vezes pelas mesmas residências, mas mesmo assim conseguimos cumprir com o nosso trabalho – destaca o comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar em Blumenau, o coronel Álvaro Luiz Alves.
O coronel ainda ressaltou que no próximo período de férias de final de ano a ronda domiciliar será colocada novamente à disposição da comunidade.
 
Mulher é sequestrada no portão de casa e filho da vítima persegue bandidos em Florianópolis
Ela foi abordada quando entrava na garagem do prédio, na Avenida Beira-Mar Norte
Um sequestro acabou em perseguição na noite desta quarta-feira em Florianópolis. Uma mulher foi abordada quando entrava com o carro na garagem de um prédio na Avenida Beira-Mar Norte, no Centro da cidade, e o filho dela tentou perseguir o carro em que os bandidos levavam a mãe pelas ruas do bairro.
Por volta das 23h30min um casal armado anunciou o sequestro e colocou a mulher, que é agente de viagens, no banco de trás do carro. Quando saíam com a vítima, o porteiro percebeu a ação e avisou o filho da mulher.
O jovem estava na garagem do prédio, em outro carro, e perseguiu o veículo onde a mãe era mantida refém pelos bandidos. Ele chegou a bater na traseira do outro carro, mas o casal não se intimidou e ainda ameaçou ele com a arma. A pedidos da mãe, o rapaz desistiu da perseguição.
A mulher foi levada até São José e libertada na Avenida Central do Kobrasol. Como suspeitava de que a polícia já havia sido acionada, o casal acabou roubando somente o dinheiro que estava na bolsa da agente de viagens, o celular e cartões de crédito.
No Boletim de Ocorrência, a vítima diz que não suspeitou da aproximação dos sequestradores, pois se tratava de um casal. A atitude, segundo o chefe de Polícia Civil da Grande Florianópolis, Nivaldo Rodrigues, é normal devido à presença de uma mulher entre os bandidos.
As câmeras de segurança do condomínio, que fica ao lado do prédio onde mora o governador Raimundo Colombo, filmaram toda a ação. As imagens serão entregues à polícia para a identificação dos bandidos. O caso será investigado pela 1ª Delegacia de Polícia da Capital.
 
Cinco mortes estão ligadas
Consumo de crack, roubos e relações sexuais envolvem os assassinatos, ainda cheios de mistérios
Cinco assassinatos. Três presos. Vítimas e autores envolvidos numa história que envolve consumo de drogas, festas, relações homossexuais, roubos e crueldade. Um caso policial com confissão e mistério. O palco era um terreno de um indígena desaldeado e ligado a rituais religiosos.
 
A cada dia, policiais civis de Palhoça, na Grande Florianópolis, são surpreendidos por novas informações e desdobramentos na investigação das mortes no terreno de Edeson Flávio Velozo Ercego, o Índio, 36 anos.
Nos fundos da casa em que morava o kaingang, um matagal nas margens da BR-101, no Bairro Pontal, em Palhoça, foram localizados, desde o mês passado, quatro corpos enterrados. Mas também há uma quinta morte. É um homem que morreu esfaqueado e o corpo havia sido encontrado antes dos outros, mas que só agora a polícia associou os crimes.
Os policiais afirmam que os cinco assassinatos estão relacionados e é quase certo que os autores sejam os mesmos. A suspeita recai sobre Índio. Ele é apontado como quem planejou as mortes.
Índio era amigo de Daniel de Lima, 22 anos, o jovem que mês passado procurou a polícia para confessar que havia matado três pessoas e enterrado os corpos no terreno de Índio. Além dos dois, está preso Filipe de Souza Batista, 22.
– São crimes em que por trás há essa questão do consumo de crack, maconha e os roubos. Apuramos também com familiares que os envolvidos tinham em comum a afinidade homossexual – disse o investigador Gabriel Palma.
A polícia investigou que a orientação sexual não era o motivo dos crimes. Segundo o delegado Atílio Guaspari Filho, o objetivo dos presos era o de roubar as vítimas. A hipótese de magia negra está praticamente descartada.
Daniel confessou que matou três pessoas a machadadas. O rapaz andava pela Capital, Palhoça e São José. A polícia diz que ele trabalhava como garoto de programa e que se envolveu nas mortes depois que conheceu Índio. Daniel relatou aos policiais que sofria com a morte prematura de um filho de dois anos.
A polícia vai interrogar de novo Daniel, Índio e Filipe para saber sobre as mortes do quarto corpo, que ainda não foi identificado, e da quinta vítima. A polícia afirma que esse último trata-se do cabeleireiro Marcelo Duarte dos Santos, 43 anos, amigo de Índio. Foi morto a facadas e sua moto foi roubada.
 
Ataques diretos no perfil do Orkut
Após ser preso, a página de Daniel no site de relacionamentos Orkut foi alvo de ataques. Internautas mostram-se revoltados com as mortes, o acusam de não ter coração e ter matado pessoas inocentes. Querem que pague pelos supostos crimes que cometeu. Mas há também mensagem de apoio, dando-lhe forças para recomeçar a vida do zero e de cabeça erguida.
Na página, Daniel se diz um baladeiro de plantão e fã de música eletrônica. Exibe fotos com o filho e de automóveis. Daniel não tinha antecedentes criminais, diferentemente de Índio, que havia sido preso por tráfico de drogas. O rapaz nasceu no Oeste catarinense e trabalhou numa joalheria no Centro de Florianópolis. Aos policiais, disse que Índio o convidou para matar num “plano diabólico” e que por cada morte teria sete anos a mais de vida.
 
Foragido é preso enquanto tomava banho
O 55º recapturado após a fuga em massa na central de triagem, na Capital, foi pego, literalmente, de surpresa. No momento da captura, por volta das 15h, o detento estava tomando banho, em casa. Já encaminhado ao complexo prisional, Brito é acusado de homicídio e tráfico. A fuga, na segunda-feira à noite, foi a maior já registrada em SC.
 
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Polícia
Assunto: Mortes de turistas argentinos
 
Três argentinos já morreram desde o início da temporada em Santa Catarina
 
Parece que a sorte não tem acompanhado os turistas argentinos que escolheram Santa Catarina para passar as férias de verão na temporada 2011. Coincidência ou não, pelo menos três já morreram desde o dia 4 de janeiro no Estado, isso sem contar os acidentes e assaltos que tiveram os hermanos como vítimas.
Nesta quarta-feira foi registrada a terceira morte de um argentino em terras catarinenses. Turga Carvalho Roberto, de 55 anos, estava com a mulher e o filho na praia de Itapema, no Litoral Norte do Estado, quando a forte correnteza do mar o arrastou e ele se afogou. Roberto chegou a ser levado ao hospital com vida, mas não resistiu.
Há uma semana e meia, Dora Helena Fernandez, de 80 anos, sofreu uma parada cardíaca quando estava com a família na beira da praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis. O corpo da idosa ficou estendido por pelo menos duas horas no local até ser recolhido.
O primeiro caso aconteceu na noite do dia 4 de janeiro. Raúl Alberto Baldo, de 48 anos, foi assassinado por bandidos que tentaram roubar seu carro na praia de Canasvieiras, também na Capital. Baldo reagiu ao assalto e foi baleado na frente dos filhos. Nesta quarta-feira a polícia prendeu dois suspeitos de envolvimento no crime.
Para completar a maré ruim, na noite desta quarta-feira, uma argentina caminhava com o filho pela Avenida Brasil, em Balneário Camboriú, quando um vidro caiu do oitavo andar de um prédio e atingiu a mulher. Zulma Verônica Tedesco, de 41 anos, foi levada ao hospital com um corte na cabeça. A criança não se feriu.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Diário Catarinense
Editoria: Geral
Assunto: PM e farra do boi
 
Polícia Militar quer intensificar ações de combate à farra do boi em Santa Catarina neste ano
 
Considerada crime desde 1998, a farra do boi ainda é uma prática comum em algumas cidades de Santa Catarina no período que antecede a Páscoa. Neste ano, a Polícia Militar (PM) quer intensificar as ações de combate a essa prática. A té o próximo dia 18 deve ser concluído o plano de prevenção e represssão que já começou a ser elaborado nesta semana.
Na quarta-feira houve uma reunião no Comando Geral da Polícia Militar para traçar as estratégias a serem adotadas. O tenente-coronel Giovanni Cardoso Pacheco adianta que o combate será feito de duas formas.
Na área preventiva, Ministério Público e Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) devem atuar junto com a PM em palestras nas escolas, especialmente nos municípios onde há maior incidência da prática, entre Florianópolis e Navegantes.
Também deve ser realizado um mapeamento dos locais onde são armazenados os bois para a farra. Com a Cidasc identificando essas áreas é possível fazer a interdição delas no período de farra do boi.
O controle de circulação de animais também será mais rígido nesta época. Por isso, deve aumentar o rigor na expedição das Vias de Trânsito Animal. Em parceria com as polícias rodoviárias, devem ser montadas barreiras em estradas para verificar o transporte ilegal.
Em caráter repressivo a principal ação deste ano será a contratação de caminhões e laçadores para fazer o transporte do animal, quando constatada a farra. Essa alternativa não existia e deve ser uma parceria entre polícia, Cidasc e Secretarias de Desenvolvimento Regional de Florianópolis e Itajaí.
— Tínhamos sempre um grande problema nesse sentido, porque o policial militar chegava ao local da ocorrência e não tinha o que fazer com o boi, ele não cabe na viatura tampouco o policial é treinado para laçá-lo — explica o tenente-coronel Pacheco.
Como a operação deve iniciar oficialmente perto do dia 20 de março, coincide com o fim da Operação Veraneio, segundo o tenente-coronel. Assim, será possível enviar efetivo para as áreas mais críticas, como Governador Celso Ramos e Florianópolis, onde ocorrem 90% das farras do boi no Estado.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Portal A Notícia
Editoria: Clima
Assunto: Alagamentos em Palhoça
 
Alagamentos constantes causam transtornos aos moradores de Palhoça
A chuva que atingiu Palhoça, na Grande Florianópolis, na noite desta quarta-feira durou pouco mais de 10 minutos, tempo suficiente para causar estragos. Ruas ficaram alagadas e a quinta-feira foi de limpeza para os atingidos.
Em alguns pontos da rua Nagili Caroni Eder, no bairro pagani, a água chegou a um metro e invadiu o salão de beleza de Rosimary Ventura, de 38 anos. Ela teve que levantar os móveis do estabelecimento que fica na parte de baixo de sua casa.
Segundo a comerciante, toda vez que começa a chover ela tem que tirar o carro da garagem que também alaga.
— Se chover três vezes por semana, alaga três vezes — disse indignada.
Além dos estragos materiais, os alagamentos constantes comprometem a renda de Rosimary. Ela deixou de alugar os apartamentos que tem nos fundos de casa, para não ter mais problemas com os inquilinos.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Portal A Notícia
Editoria: Polícia
Assunto: Polícia prende suspeitos de executar comandante da PM em Lebon Régis
 
Polícia prende suspeitos de executar comandante da PM em Lebon Régis, no Meio-Oeste
 
Três suspeitos de terem executado um comandante da Polícia Militar em Lebon Régis, Meio-Oeste de Santa Catarina, foram presos nesta quinta-feira. Na casa de um deles a polícia apreendeu a arma que seria do policial assassinado, uma pistola .40.
Por volta das 8h policiais militares e civis cumpriram oito mandados de busca e apreensão nas casas de familiares dos suspeitos. Além da arma da vítima, foram encontradas outras armas nas residências, uma espingarda calibre 32, um revólver 22, armas brancas e algumas de fabricação caseira, como uma garrucha.
Testemunhas prestaram depoimento na manhã desta quinta-feira e durante a tarde os suspeitos devem ser ouvidos na Delegacia de Lebon Régis. Todos os supostos envolvidos no assassinato são parentes, dois deles são irmãos.
O comandante da Polícia Militar de Lebon Régis, Valdecir Alberto Ferreira, 45 anos, e Jovane dos Santos Pires, 43 anos, foram mortos em janeiro deste ano. Os corpos foram encontrados com várias marcas de tiros em um carro abandonado em uma estrada de chão que dá acesso a Fraiburgo.
Ferreira era 3º sargento da Polícia Militar. Ele e Pires moravam em Lebon Régis. O carro onde eles estavam, um Fiat Strada vermelho, foi localizado por um morador de Fraiburgo, na comunidade rural de Faxinal dos Domingues e ainda estava com o motor ligado.
 
Investigação
Na época do duplo homicídio os três chegaram a ser detidos, mas foram liberados por falta de provas. O que ajudou a polícia a esclarecer o crime foi a filmagem de um posto de combustíveis na cidade. Nas imagens, aparecem as vítimas e os suspeitos.
Eles teriam se encontrado no estabelecimento e discutido. Depois, os três teriam seguido as vítimas pela estrada de terra e as executado. Conforme a polícia, a motivação seria acerto de contas.
Os detidos serão autuados por porte ilegal de armas, homicídio e pelo roubo da arma do policial militar. Como já tem mandado de prisão expedido, eles devem ser encaminhados ainda nesta quinta-feira para o Presídio Regional de Caçador.
 
BLOGS
 
 
Paulo Alceu
 
Manifestação
Em nota oficial a ex-deputada Ângela Amin reagiu a decisão da Justiça da 1ª Câmara de Direito Público, que por unanimidade, condenou a ex-prefeita por ato de improbidade administrativa devido a aplicação de recursos públicos em campanha publicitária “A Cidade que Mora em Mim – Três Anos de Governo”. Esclareceu que se tratava de uma prestação de contas da administração municipal -(1997/2000 -, tendo sido aprovada sem ressalvas pelo Tribunal de Contas do Estado. O Tribunal Regional Eleitoral também foi acionado e julgou o processo improcedente, pela unanimidade dos juizes, pedindo o arquivamento. O Ministério Público ajuizou a mesma ação na Justiça Estadual, que, em primeiro grau, julgou a mesma improcedente. E agora, resultado de um recurso do Ministério Público, teve outro destino, a condenação. Segundo a nota da ex-deputada não se trata de uma decisão definitiva cabendo recursos, assim que publicado o acórdão. Mas considera uma insegurança jurídica a mesma matéria e os mesmos fatos serem julgados duas vezes por tribunais diversos.
 
A vida segue
Será que a fuga dos detentos da Central de Triagem se deu porque agentes que atuam no local estavam insatisfeitos por terem sido transferidos? Torna-se assustador…
 
Cláudio Prisco
 
Ritmo
“Que bom seria se todo o Estado funcionasse com essa rapidez”. Assim o secretário Valdir Cobalchini (Infraestrutura) comentou a agilidade da Polícia Rodoviária Estadual para fazer o levantamento dos pontos críticos, onde mais ocorrem acidentes nas rodovias catarinenses.
Cobalchini recebeu o documento do tenente-coronel Norberto de Souza Filho, 15 dias após ter solicitado, e agora inicia a elaboração do Programa de Redução de Acidentes nas Rodovias, atacando os pontos críticos com sinalização e intervenções de engenharia.
 
Moacir Pereira
 
 
PSB formaliza convite a Colombo
Ao contrário do que foi anunciado pelo Democratas, a reunião do governador Raimundo Colombo com o prefeito Gilberto Kassab não foi com os deputados ACM Neto e Onyx Lorenzoni. A conversa aconteceu com o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro.   Durou quase três horas.   E pelo que vazou, a pauta que prevaleceu foi a hipótese de reforço do PSB com a filiação de Kassab e Colombo.
A estratégia adotada pelo governador Eduardo Campos parece clara.   Um dos grandes vencedores das eleições de 2010, sendo ele o recordista nacional de votos na reeleição(82,84%), está formando um novo eixo da política brasileira, visando as eleições presidenciais de 2014.   Esta nova opção tem como lideranças emergentes, além de Dudu Campos, o senador Aécio Neves, outro vitorioso. O tripé se completaria, na ótica do socialista nordestino, com uma nova força no sul. Gilberto Kassab é um dos nomes para comandar o PSB. Se Raimundo Colombo acompanhasse o projeto, a oxigenação do partido ganharia abrangência nacional.
O governador voltou a reiterar que a primeira, segunda e terceira opções é “ficar no DEM”. A primeira dúvida: se Gilberto Kassab deixar o ninho liberal e optar por outra legenda com lideranças nacionais, Colombo permanecerá no DEM fragilizado?   A alguns interlocutores, ele tem dito que tende a tomar a decisão com Kassab.
O prefeito de São Paulo tem, também, fortes ligações com o ex-senador Jorge Bornhausen, um dos articuladores de sua candidatura a vice-prefeito de José Serra, numa aliança do antigo PFL com o PSDB.
O DEM está enfrentando dois problemas: a divisão interna, com fratura exposta na mídia, e a hipótese de perda de Kassab.
A alternativa do PSB é considerada animadora para muitas lideranças do DEM no Estado, a começar pela bancada estadual. Este grupo acompanharia Colombo com grandes comemorações.
 
 
 
MÍDIAS DO BRASIL
 
Veículo: Portal Último Segundo
Editoria: Brasil
Assunto: Suspeita de bomba na avenida Paulista
 
Suspeita de bomba esvazia prédio na avenida Paulista, em SP
 
Uma suspeita de bomba esvaziou o prédio no número 1.106 da avenida Paulista, no região central de São Paulo, no início da tarde desta quinta-feira. De acordo com informações da Polícia Militar (PM). um ex-funcionário teria se desentendido com seu patrão e informado ter colocado uma bomba no local.
Aproximadamente às 18 horas, homens da 1ª Companhia do 11º Batalhão ainda estavam no local fazendo a varredura nos 18 andares do prédio à procura do artefato. Ainda segundo a corporação, o suspeito está foragido. Não há previsão para a conclusão da operação, conforme os policiais.
Por conta desta ameaça, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) interditou às 14h50 a faixa da direita da avenida, no sentido Consolação.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Folha Online
Editoria: Geral
Assunto: PF faz operação contra policiais ligados ao tráfico no Rio
 
PF faz operação contra policiais ligados ao tráfico no Rio
A Polícia Federal no Rio realiza uma operação na manhã desta sexta-feira para cumprir 45 mandados de prisão –a maioria contra policiais civis e militares que estavam envolvidos num esquema de desvio de armas e drogas, além de repasse de informações sobre ações policiais em favelas da cidade.
 
PF apura existência de “caixinha” do tráfico para pagar policiais
Os policiais também cumprem 48 mandados de busca e apreensão, sendo um na 22ª DP (Penha) e outro na 17ª DP (São Cristóvão). Entre os suspeitos, há 11 policiais civis e 21 militares. O delegado Allan Turnowski, chefe da Polícia Civil, será ouvido pela PF ainda na manhã de hoje.
A “Operação Guilhotina” conta com o apoio da Secretaria de Segurança Pública e com Ministério Público Estadual. As investigações que levaram a operação tiveram início durante uma ação policial, ocorrida em 2009, que era conduzida pela Delegacia da Polícia Federal em Macaé –denominada “Operação Paralelo 22”, que tinha o objetivo prender o traficante conhecido como “Rupinol”, que atuava na favela da Rocinha junto com o traficante “Nem”.
A partir daí, duas investigações paralelas foram iniciadas, uma da Corregedoria Geral Unificada da Secretaria de Segurança do Rio e outra da Superintendência da Polícia Federal no Rio. A troca de informações entre os serviços de inteligência das duas instituições deu origem ao trabalho conjunto de hoje.
O objetivo da ação desta sexta-feira é “dar fim à atuação de um grupo criminoso formado por policiais –civis e militares– e informantes envolvidos com o tráfico ilícito de drogas, armas e munições, com a segurança de pontos de jogos clandestinos (máquinas de caça-níqueis e jogo do bicho) e venda de informações sigilosas”.
As forças estaduais destacaram 200 homens, além de dois helicópteros e quatro lanchas. As equipes da Polícia Federal empregam um efetivo de 380 homens.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Último Segundo
Editoria: Geral
Assunto: Polícia descobre depósito subterrâneo em shopping popular de SP
 
Polícia descobre depósito subterrâneo em shopping popular de SP
O Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) descobriu na tarde desta quinta-feira um grande depósito de mercadorias dos shoppings populares da avenida Paulista, em São Paulo. Segundo o departamento da Polícia Civil, a descoberta surgiu durante uma operação contra o comércio de produtos falsificados na região. Em uma avaliação preliminar, foram apreendidos cerca de R$ 20 milhões em mercadorias.
Foram apreendidos diversos produtos falsificados, entre equipamentos eletrônicos, óculos, bolsas, brinquedos e roupas
A polícia informou que a estrutura de armazenagem estava montada no subsolo de uns dos shoppings de produtos eletrônicos da av. Paulista. As equipes encontram 70 boxes. Segundo o delegado Eduardo Gobbetti, titular da Delegacia Antipirataria, o acesso era feito por uma porta discreta. “A primeira vista parecia um pequeno corredor. Mas levava a uma ampla área de armazenamento”, disse o delegado.
A operação montada pela polícia contou com uma força-tarefe composta de 80 investigadores, entre eles agentes da Receita Federal, técnicos Receita Estadual, fiscais da Prefeitura de São Paulo e guardas civis metropolitanos. Os trabalhos foram realizados na avenida Paulista 392, 469 e 575. As equipes apreenderam equipamentos eletroeletrônicos, óculos, bolsas, brinquedos, roupas, entre outros produtos.
Gobbetti prevê que a contagem total do material deve ser concluída durante madrugada. Segundo o delegado serão abertos 70 inquéritos para apurar quem é o dono de cada box. Também será investigado o crime de formação de quadrilha.
__________________________________________________________________________________
Veículo: Último Segundo
Editoria: Geral
Assunto: Dois presos durante operação em morro do Rio
 
Polícia prende dois durante operação em morro do Rio
Duas pessoas foram presas nesta quinta-feira (10) durante uma operação da Polícia Civil no Morro do Chapadão, em Costa Barros, na zona norte do Rio de Janeiro. Cerca de 150 policiais civis de delegacias distritais e especializadas realizaram a ação com o objetivo de prender traficantes de drogas que agem no local.
Durante a operação, Lúcia Helena da Silva Xavier, de 29 anos, foi presa acusada de receptação e porte de entorpecentes. Os agentes detiveram também Leandro Silva de São José, vulgo LO, de 27 anos, suspeito de ser o gerente geral do tráfico da localidade conhecida como Cova da Onça.
Nove mandados foram cumpridos contra traficantes que já se encontravam presos, segundo a polícia. A ação também apreendeu drogas e munições. Um veículo roubado no dia 30 de dezembro foi recuperado pelos agentes. Ele estava desmontado e foi localizado em Costa Barros. Também foi apreendida uma moto.
Na incursão, policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) encontraram um local usado para desmanche de veículos. Todas as peças encontradas no local foram apreendidas e levadas para a delegacia especializada.
__________________________________________________________________________________
 
Veículo: Agência Brasil
Editoria: Geral
Assunto: Novo salário mínimo
 
Líder do governo na Câmara diz que valor do salário mínimo será votado na próxima quarta-feira
O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), informou que o projeto de lei com o novo valor do salário mínimo será votado na próxima quarta-feira (16), em sessão extraordinária.
A presidenta Dilma Rousseff encaminhou ao Congresso Nacional a mensagem com o projeto de lei sobre o salário mínimo. De acordo com o líder, o projeto prevê o valor de R$ 545 e a política de reajuste do mínimo, até 2014, com base na inflação do ano anterior e a variação do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores.
Apesar de o governo defender o valor de R$ 545, Vaccarezza disse que a oposição poderá apresentar emendas sobre o valor do mínimo. O líder não teme que o corte no orçamento deste ano, anunciado ontem (9) pela equipe econômica, ameace a votação. “Todo mundo está sabendo que vai ter corte no orçamento. Isso não é novidade”, disse, ao chegar para reunião do diretório do PT. O partido comemora hoje 31 anos de fundação.
Sobre a reivindicação das centrais sindicais por um reajuste maior, Vaccarezza afirmou que o governo ainda tem tempo para convencê-los a apoiar o valor de R$ 545. “Espero votar com o Paulinho [da Força Sindical, deputado pelo PDT]. Temos tempo para convencê-los”, argumentou.
Segundo o líder, serão agendadas reuniões entre as bancadas dos partidos e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, além de outros integrantes da equipe econômica, no início da semana. O intuito é discutir o projeto.