Área do associado

Área do associado

Feneme alerta sociedade e mídia sobre perigosas incertezas defendidas na IConseg

28.8.2009

Segue, para conhecimento, íntegra do release enviado pela Federãção Nacional das Entidades de Militares Estaduais (Feneme), alertando a sociedade e a mídia sobre entidades e instituições contrárias a evolução da atividade policial no país.

RELEASE


 


 


A FENEME ? Federação Nacional dos Militares Estaduais, entidade representativa do segmento da Segurança Pública que congrega os Oficiais Policiais Militares e Bombeiros Militares do Brasil, vem a público para reconhecer, apoiar e agradecer as ações desenvolvidas pelo Ministério da Justiça e pelo Secretario Nacional de Segurança Pública.


 


O que estamos vivenciando nos últimos anos é uma notável reconstrução referente aos assuntos da segurança pública brasileira, notadamente quando o Ministro da Justiça e o Secretário Nacional de Segurança Pública investem num novo paradigma onde os princípios democráticos estão sempre em primeiro lugar. Prova disto é a 1ª. Conferência Nacional de Segurança onde a sociedade civil, ao lado do poder público e dos trabalhadores do ramo, está debatendo vários princípios e diretrizes que nortearão uma nova política nacional para a área.


 


Por princípio de justiça, a FENEME registra a total isenção das autoridades do Ministério da Justiça no trato diário da Conferência Nacional de Segurança Pública, propiciando que a sociedade civil, trabalhadores e gestores públicos interajam e construam democraticamente as bases que servirão para uma sociedade mais justa e igualitária, tendo como pressuposto básico a cultura da paz.


 


As Polícia Militares e os Corpos de Bombeiros Militares do Brasil agradecem a sensibilidade e o espírito público do Excelentíssimo Senhor Tarso Genro, Ministro da Justiça, e do Excelentíssimo Senhor Ricardo Balestreri, Secretário Nacional da Segurança Pública que, de forma inconteste, expressam as mais fortes lideranças federais de segurança pública e respeitam os princípios democráticos ditados pela nossa  Constituição Federal.


 


Finalmente é necessário esclarecer que a presente manifestação dá-se em virtude do recente ataque efetuado através da imprensa por segmentos da segurança pública que não desejam avanços e a quebra de antigos paradigmas, prejudicando, como conseqüência, o aperfeiçoamento do sistema policial em prol de toda a sociedade brasileira.