Área do associado

Área do associado

Clipagem: DC 22Dez09 – Informe Político (Roberto Azevedo)

22.12.2009



  • GUERRA DECLARADA

    \

    O ano termina como começou. Os praças da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares em pé de guerra com o governo e o comando das duas corporações. O outdoor da foto está instalado em frente ao Centro Administrativo, em Florianópolis, onde, horas antes, o governador havia recebido os oficiais para dizer que o abono de R$ 2 mil sai no ano que vem, já que Luiz Henrique não tirará férias em função da desistência de Pavan em assumir. Os praças vão receber um abono de R$ 250, de acordo com o governo. Para a Aprasc, o governo não cumpre a parte que ainda vale da Lei 254, que reajustou os salários da Segurança Pública, e acusa o governo de não honrar o compromisso com a categoria. A entidade afirma que o abono de R$ 2 mil é maior do que o salário de 9,5 mil praças.



  • De volta


    O vice-governador Leonel Pavan despachou normalmente no Centro Administrativo, durante a segunda-feira, mesmo não tendo comparecido à reunião com os oficiais militares.

    Entre os despachos, Pavan debruçou-se sobre o projeto do Centreventos de Balneário Camboriú. Não há confirmação se Pavan conversou com o companheiro de partido Rubens Spernau, que passa por momentos delicados depois que um acidente de automóvel, envolvendo o filho do ex-prefeito, provocou a morte de três pessoas e deixou outra em estado grave.