Área do associado

Área do associado

Justiça anula concurso para delegado da PC

17.2.2006

Justiça anula concurso para delegado da PC


Florianópolis – O juiz da Vara da Fazenda Pública de Florianópolis, Laudenir Fernando Petroncini, concedeu ontem uma liminar que suspende o concurso para delegado da Polícia Civil e a publicação da lista dos aprovados para preencher esta função, que seria divulgada hoje. Uma ação popular ajuizada na Vara da Fazenda alega uma série de irregularidades, entre elas a não-elaboração de 25% do total de questões relativas a conhecimentos específicos. As 11 questões (inicialmente) teriam sido “reproduzidas de outras aplicadas anteriormente em concursos para cargo similar em outras unidades da federação”.

Segundo o documento, entre as 50 questões da prova objetiva para os candidatos ao cargo de delegado substituto, aplicada no dia 22 de janeiro, as de número 12, 13, 17, 18, 19, 20, 21, 23, 24 e 25 são uma reprodução “quase que literal” de perguntas de concursos públicos para delegado que foram realizadas no Amazonas, Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. Pequenas diferenças estão relacionadas a mudança de nomes de nomes de personagens ou ordem das respostas. Por conta disso, o juiz afirma que o procedimento é “nulo, por ofensa a princípios constitucionais, destacando os da moralidade, da impessoalidade, da eficiência e da isonomia.”

A Secretaria de Segurança Pública e a Polícia Civil afirmam que toda a responsabilidade sobre a confecção das questões está sob a responsabilidade da Acafe, e que nada têm a dizer sobre o caso. De acordo com a coordenadora de concursos da Acafe, Lucinara Marin, todas as notícias que soube a respeito do assunto foram obtidas pela mídia. Ainda segundo a coordenadora, a entidade só vai emitir alguma opinião sobre o assunto depois que receber oficialmente o parecer.


FONTE: Jornal “A Notícia” – Geral – Sexta-feira, 17 de fevereiro de 2006