Área do associado

Área do associado

SECRETÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA FALA DO CONGRESSO SUL-BRASILEIRO DE OF

21.6.2005





Secretaria propõe parceria nas ações de segurança entre municípios de SC



Brasília, 20/06/2005 (MJ) – O secretário Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, Luiz Fernando Corrêa, defendeu na última quarta-feira (15), durante instalação do Fórum Permanente de Segurança Pública da Universidade Unisul, em Santa Catarina, a criação de um consórcio metropolitano de prevenção à violência. “A partir de diagnósticos locais sobre a violência podemos selecionar e capacitar gestores e lideranças comunitárias para ajudar na prevenção”. O Consórcio Metropolitano é uma ação do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) e já treinou 1,8 mil pessoas em Recife e começa a ser implementado em regiões como a Baixada Santista, Belo Horizonte, Vitória e Distrito Federal.



O secretário Luiz Fernando visitou o estado de Santa Catarina durante três dias, onde participou também do I Encontro Sul-Brasileiros de Oficias Militares. Durante o encontro, o secretário fez uma apresentação sobre a Força Nacional de Segurança Pública e mostrou aos policiais militares e bombeiros a importância de suas participações. “A Força Nacional é antes de uma força de ação um programa de capacitação, de padronização e nivelamento de conhecimentos e procedimentos”, observou. “Assim como todas as outras medidas estruturantes da Política Nacional de Segurança Pública, este programa foi construído juntamente com os agentes estaduais. O envolvimento dos técnicos, dos atores de segurança, nos garante a perenidade dessa política”.



O Fórum Permanente de Segurança Pública tem como objetivo desenvolver projetos para a área de segurança, aproximando comunidade, entidades de classe, agentes do Direito, polícias e universidade na tentativa de encontrar respostas práticas para a crise social e a violência urbana e conta com a participação de representantes da universidade, Secretaria Nacional de Segurança Pública, OAB-SC, Ministério Público, Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Sindicato dos Policiais Federais no Estado (Sinpofesc).